quarta-feira, 2 de julho de 2008

José Bastos, Guarda Redes de Futebol

José Bastos nasceu em Alquerubim em 17 de Outubro de 1929, tendo-se notabilizado como um dos mais importantes guarda-redes portugueses da década de 50.

Ainda jovem foi lançado por Cândido Tavares como titular do Sport Lisboa e Benfica.

Entrou no Benfica numa época dourada. Que o foi também pelo seu inestimável contributo. A Taça Latina passava a ser objecto de culto na sala de troféus do clube. Foi em 49/50. Era o primeiro grande titulo internacional. Com Jacinto e Fernandes; Moreira, Félix e José da Costa; Corona, Arsénio, Julinho, Rogério e Rosário.

Intocável no seu posto, assim percorreu os quatro anos seguintes. Com três Taças de Portugal. Académica (5-1), Sporting (5-4) e FC Porto (5-0).

Já o Campeonato, esse, foi-se escapando. Por algum motivo, ainda na actualidade, badalados são os méritos dos Cinco Violinos do Sporting. “O Zé era um guarda-redes muito calmo, nada o perturbava, nada lhe causava intimidação; sem grande elasticidade, era sóbrio, abominava dar espectáculo, fazer defesas para a fotografia; não me lembro de ter sofrido um golo após ressalto, ele adivinhava a trajectória da bola”, no raio x do jornalista Alfredo Farinha.

Nas épocas de 54/55 e 55/56, perdeu a titularidade para o novo recruta Costa Pereira. No biénio imediato, a sub-rogação, outra vez primeiro foi. As hostes benfiquistas dividiam-se. Para uns, Bastos; para outros, Costa Pereira. Ganharia a juventude à experiência. Assim aconteceu no termo da década de 50, vivia-se o limiar das subjugantes exposições internacionais do Benfica.

José Bastos ainda hoje integra a meia centena de jogadores mais utilizados na vida do clube. Aproximou-se dos 200 jogos oficiais, com saldo de três Campeonatos, cinco Taças de Portugal e uma Taça Latina. E aquele pequeno-grande detalhe, da humildade. Que mais valorizava o aprumo e a categoria com que subiu a escadaria principal de acesso ao salão nobre das glórias benfiquista.

Benfica: 48/49 - 59/60 (11 épocas, 196 jogos)
Atlético: 60/61
Beira-Mar: 61/62 (*)

(*) Bastos foi o guarda-redes titular da primeira equipa do Beira-Mar na 1ªa Divisão

Fonte: Memorial Benfica, 100 Glórias (adaptado), Cromo dos Cromos, Ser Benfiquista

1949-50


1956-57

1 comentário:

Simoes Lopes disse...

Minha família paterna é originária de Alquerubim e S.João do Loure.

http://mitoblogos.blogspot.com/2008/02/genealogia-83-meus-ancestrais.html