quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Referência a Telhadela em obra literária


Ranulpho Prata foi um médico e escritor brasileiro nascido em 1896 em Lagarto (Sergipe), sendo autor de “O Triunfo” (1918) e “Navios Iluminados” (1937). Morreu em Santos em 1942.

No seu romance "Navios Iluminados" existe uma referência a Telhadela, de onde é natural a esposa de Manuel Milagre. Manuel Milagre é o dono da pensão em que mora o personagem principal da trama, o migrante nordestino José Severino de Jesus, e seu amigo, Felício.

Extracto do livro

"Seu Manuel Milagre, logo que veio de Portugal, empregou-se na Companhia, onde estava há 23 anos. Fez carreira. Começando como guincheiro, a trabalhar nas pontes volantes (...).

Viera casado da terra já com filha, a Florinda. Mas, a mulher, arrancada aos ares bons de Telhadella, freguesia de Ribeira de Frágoas, estranhou o clima de Santos, adoeceu, morrendo pouco tempo depois. Milagre sentiu com sinceridade. Mas, a vida não deixou que ele fosse fiel à memória, como desejava. Era pobre, precisava de ajuda da mulher, tinha filha pequena para criar. Casou-se com a brasileira Francisca, uma das primeiras amizades da defunta."

Fontes: Novos-Arruamentos / Revista Pausa (capa de livro)

1 comentário:

Blogger disse...

Mensagem colocada no blog "Novos Arruamentos"

Alessandro Atanes disse...

Caro blogueiro ou blogueira.

Escrevo aqui de Santos, onde ocorre a ação do romance Navios Iluminados.

Escrevi já bastante coisa sobre o livro, tanto no sítio www.portogente.com.br como em minha dissertação de mestrado, que pode ser lida em www.teses.usp.br, é só buscar por navios iluminados.

Saudações, Alessandro Atanes