terça-feira, 27 de abril de 2010

Estalagem dos Padres (II)

Portugal Illustrated - Reverendo W. M. Kinsey (1829)

O Reverendo William Morgan Kinsey percorreu Portugal na primeira metade do século XIX, tendo ficado alojado na Estalagem dos Padres de Albergaria-a-Velha, conforme descreve no seu livro de viagens "Portugal Illustrated":

"Albergaria-a-Velha, onde existe uma boa estalagem dirigida por dois padres, com a assistência, ou melhor, sob o domínio, de sua irmã.

Um dos respeitáveis eclesiásticos é um entusiasta pela música e, muitas vezes, mitiga as horas de tédio do cansado viajante com a suave música da sua guitarra... e, se devidamente lisonjeado, pode acompanhar com uma modinha de sua lavra"...



"Diccionário Chorographico" de J. A. de Almeida

J. A. de Almeida fala da estalagem dos padres como de coisa muito notável.

"Chorographia Moderna do Reino de Portugal", de João Maria Baptista (1875)

João Maria Baptista, coronel de artilharia reformado, também faz uma referência, ainda que menos elogiosa, à estalagem na sua obra "Chorographia Moderna do Reino de Portugal", de 1875:

"O ‘Diccionário Chorographico’ (D.C.) fala da estalagem dos padres de Albergaria-a-Velha como de coisa muito notável. Também ali estive em 1859 e 1861 e não sei as razões que teve Almeida para Ihe dar epíteto de famigerada. Era nesse tempo uma hospedaria decente e cómoda. Nada mais."

Fonte: Google books

1 comentário:

Cauê Santos disse...

Olá, bom dia !

Primeiramente quero agradecer a iniciativa de criar um blog tão especial e tão rico em história, e que está me oportunizando hoje entrar em contato com a terra dos meus antepassados.
Meu nome é Cauê, sou brasileiro, tenho 23 anos, e estou fazendo o curso de história na Faculdade, no extremo sul do Brasil, na cidade de Pelotas.
E não somente através do curso, mas por mim mesmo, resolvi buscar as origens de minha família, específicamente de meu bisavô, que até então, sabia que era português.
Pois há um tempo, consegui sua certidão de batismo, na freguesia de Alquerubim, na igreja de Santa Marinha, e distrito de Albergaria.
Ele era filho de José dos Santos e de Anna de Jesus Santos, e veio para o Brasil em 1918, em busca de trabalho, e também devido a situação do pós guerra.
Mas deixou em Alquerubim seus pais, uma irmã e também irmãos.
Depois de fixar-se aqui, casou. Teve 4 filhos, 11 netos, 28 bisnetos, fora os tataranetos.
Dele, hoje está a 4ª geração.
E agora, revendo minhas origens, e conhecendo esse blog, essa valorização da história e personalidades locais, me senti muito feliz !
Estou organizando um projeto, e desenvolvi um "banner" que será exposto num evento aqui em Rio Grande, no estado d Rio Grande do Sul, no Sul do Brasil, e que terá alem das fotos do meu bisavô, a menção a Albergaria e Alquerubim, com fotos do local de onde ele veio.
Quero deixar meu email para que possamos manter contato, e quem sabe encontrar descendentes dessa mesma família.
E tb através do email, enviar o trabalho que fiz, constando a menção a este distrito.
Meu email: caue_turu@hotmail.com
Um abraço, e muito sucesso
Desde o Brasil, Cauê