quinta-feira, 27 de maio de 2010

Casa "Miguel Marques Henriques" (Séc. XX)

A casa "Miguel Marques Henriques", fundada em 1905, em Albergaria-a-Velha, que se dedicava à actividade de ourivesaria e relojoaria, foi responsável pela instalação dos relógios de diversas igrejas portuguesas.


Eis alguns exemplos:

Relógio da Igreja Matriz de Moncorvo (1931)

(...) foi colocado em 1931 pela casa "Miguel Marques Henriques / (casa fundada em 1905) / Relojoaria e Ourivesaria. – Av. De Liberdade / Albergaria-a-Velha", segundo um papel colado na parede da cabine de madeira onde o mecanismo está instalado.

Ele continua a trabalhar, fruto de intervenções recentes. Um funcionário da câmara local encarrega-se da sua manutenção diária. E, assim, o relógio mecânico lá vai dando as horas (...)

Relógio da antiga Escola de Vilar de Nantes (193x)

Na década de 1930 inicia-se a construção da Escola (...). Torre sineira, que possui também um belíssimo relógio que tem a inscrição de Miguel Marques /Albergaria-a-Velha.

Capela de Sr.ª Aparecida - Lourosa (1946)

"Torre sineira com 3 sinos, porta moldurada no primeiro andar e janela moldurada. No 2.º andar um relógio que tem a inscrição: M. H - Albergaria-A-Velha, 1946".

Relógio da Capela de Santa Bárbara Garcia - Paróquia da Marinha Grande (1964)

Relógio monumental, modelo A, da oficina de Paget Francis, fabricante de relógios de torre da região de Morez/Jura, França.

Instalado em 1964 pelo relojoeiro Miguel Marques Henriques, de Albergaria-a-Velha, bate horas, com repetição e meias horas, accionando um sino.

A base da estrutura apresenta bonitos relevos decorativos, com as iniciais do fabricante, assim como as platinas. O pêndulo apresenta a rosácea padrão da casa Paget Francis, as iniciais e o respectivo peso. É o único relógio de torre mecânico em funcionamento na Paróquia da Marinha Grande. Foi restaurado em Abril de 2007.

(em Novos Arruamentos) (adaptado)

imagens: Novos Arruamentos / delcampe / Sérgio Pereira (em grupo do facebook "Amo a minha terra")


1 comentário:

dl.p. disse...

http://novos-arruamentos.blogspot.com/2008/12/indicaes-uteis.html

algumas casas comerciais em 1915:

Ourivesarias - João Luiz de Rezende e Miguel Marques Henriques.

Relojoarias - João Luiz de Rezende, Manuel da Silva Gordo e Miguel Marques Henriques.

Bicicletas - Manuel da Silva Gordo e Miguel Marques Henriques

Automóveis de aluguer - Miguel Marques Henriques.