quinta-feira, 24 de junho de 2010

Pinturas e Estuques Centenários em Risco em Albergaria-a-Velha

Uma das mais sumptuosas construções do distrito de Aveiro, o Palacete da Boa Vista, em Albergaria-a-Velha, vai ser alvo de profundas intervenções, de forma a adaptá-lo a Biblioteca Municipal. Essas obras prejudicam pinturas e estuques centenários, que correm o risco de se perder irremediavelmente.

A chamada de atenção aconteceu na Assembleia Municipal de Albergaria-a-Velha da passada sexta-feira, dia 18 de Junho, através de uma intervenção do historiador Delfim Bismarck, que interpelou o presidente da câmara, João Agostinho, no sentido de saber se as obras vão destruir as pinturas e estuques referidos.


Importância histórica e artística do Património em risco

O Palacete da Boa Vista foi mandado edificar pelo capitalista albergariense João Patrício Álvares Ferreira em 1896, apresentando o autor, o Arquitecto Joaquim António Vieira, em Março de 1897 (...)

Datado na sua fachada principal como sendo de 1900, o palacete da Boa Vista foi então considerado a melhor residência do distrito de Aveiro.

A decorar salas e quartos, para além de estuques de elevada qualidade, existem pinturas diversas saídas do atelier de Domingos Costa, de Lisboa, datadas de 1910.

O historiador chamou a atenção para o "crime contra o Património" que a autarquia pretende realizar naquele que é, sem dúvida, o principal ex-libris do concelho de Albergaria-a-Velha.


Arquitecto Joaquim António Vieira

Autor de diversos outros edifícios, nomeadamente a residência da Viscondessa de Silva Carvalho, na esquina da Avenida da Liberdade com a Rua Rosa Araújo, em Lisboa, e a residência de António Maria da Costa, no Monte do Estoril, etc., este arquitecto tinha ateliê na Rua da Palmeira, Bairro Andrade, em Lisboa.


Pintor Domingos Costa

Domingos Costa, um dos mais destacados pintores do final do século XIX e início do século XX, foi autor de pinturas que ainda hoje se podem observar nos Palácio Foz, Palácio Vale Flor e Palácio Alverca, em Lisboa, Teatro Circo, em Braga, Palácio de Estoi, no Algarve, entre tantos outros.

Colaboração: Dr. Delfim Bismarck Ferreira (adaptado, n/ intertítulos)










Presidente João Agostinho dá garantias ...

Face a notícias que causaram receios do projecto de remodelação "não acautelar a defesa do seu património", a ADERAV manifestou junto do presidente da Câmara de Albergaria-a-Velha "a sua preocupação".

Na resposta, João Agostinho garantiu que "as obras de arte de interesse irão ser preservadas' e os trabalhos acompanhados por "técnicos especializados com experiência no restauro de obras dos mesmos autores".

Fonte: Notícias de Aveiro



"Post" anterior

4 comentários:

qim disse...

http://www.litoralcentro.pt/index.php?zona=ntc&tema=14&lng=pt&id=2222

Também tem noticia no Litoral Centro.

Blog de Albergaria disse...

http://www.noticiasdeaveiro.pt/noticias/show.aspx?idcont=19270&title=adaptacao-de-palacete-acautela-obras-de-arte-em-albergariaavelha&idioma=pt


“Face a notícias” que causaram receios do projecto de remodelação “não acautelar a defesa do seu património”, a ADERAV manifestou junto do presidente da Câmara de Albergaria-a-Velha “a sua preocupação”.

Na resposta, João Agostinho garantiu que “as obras de arte de interesse irão ser preservadas” e os trabalhos acompanhados por “técnicos especializados com experiência no restauro de obras dos mesmos autores".

Blog disse...

Do jornal Beira Vouga

As nove pinturas sobre tela da autoria de Domingos da Costa (1910), que se encontram no Palacete da Boa Vista, vão ser restauradas de forma a poderem continuar a enfeitar a futura Biblioteca Municipal.

A intervenção, que vai implicar um investimento de 17.550 euros por parte da autarquia, vai ser orientada por António Vasques, técnico de conservação e restauro que já coordenou importantes projectos em Portugal e no estrangeiro, entre outros, no Palácio Nacional de Queluz, no Tribunal da Cadeia da Relação (Porto) e no Mosteiro de S. Martinho de Tibães (Braga).

qim disse...

No facebook do Dr. José Licinio tem algumas imagens da conservação destas obras.