sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Tiago Monteiro com raízes em Albergaria-a-Velha


O famoso piloto de automóveis Tiago Monteiro nasceu no Porto, a 24 de Julho de 1976, contudo tem raízes raízes familiares em Albergaria-a-Velha.

O seu bisavô foi o Sr. Costa, dono da loja conhecida com o seu nome, e que há dezenas de anos vem funcionando no largo 1º de Dezembro, na vila de Albergaria-a-Velha.

O seu avô paterno foi Sérgio Costa, pessoa distintíssima, de uma simpatia inexcedível e de um trato afável, que foi o dono do Mercadinho Central, naquele mesmo largo 1º de Dezembro, mas que deixou memória imorredoura sobretudo por ter sido comandante dos Bombeiros Voluntários na década de setenta.

Foram pessoas, já falecidas, que muito se dedicaram a Albergaria, ao seu comércio e às suas causas filantrópicas.


Tiago Monteiro em Albergaria-a-Velha

Tiago Monteiro esteve no dia 14/01/2006 pela primeira vez em Albergaria-a-Velha (Aveiro), a fim de homenagear o seu falecido avô, entregando as luvas com que correu na época de 2005 aos Bombeiros Voluntários desta mesma Vila.

Tiago Monteiro entregou as suas luvas autografadas aos bombeiros locais, em sinal de carinho pelo homem por quem tinha uma grande paixão. «Com este gesto queria homenagear o meu avô, em particular, bem como os bombeiros de Albergaria-a-Velha e de todo o país». Tiago Monteiro aproveitou para sublinhar a importância dos bombeiros, dizendo: «Os riscos da minha profissão, são menores face aos perigos que estes homens enfrentam diariamente».

Tiago Monteiro é descendente de uma família muito acarinhada na vila de Albergaria. O condutor de Fórmula 1 recordou ao Diário de Aveiro que se lembra das férias que passava na sede de concelho com os primos. O avô de Tiago foi comerciante, comandante dos bombeiros de Albergaria e um dos impulsionadores da construção do actual quartel.

António Vinhas lembrou a obra realizada pelo homem que Tiago Monteiro fez questão de homenagear. «Sérgio Costa foi uma figura muito especial, não só para a vila de Albergaria, mas para todo o concelho. Ele batalhou pelo desenvolvimento desta terra».

Fontes: Jornal de Albergaria; Diário de Aveiro (Carmen Martins); Tugaf1; Nélson Santos

2 comentários:

fxd disse...

Correio de Azemeis

As origens dos fundadores da Fundição Central, os filhos do ferreiro, José Ferreira Alegria (1806- 1881) provêm de Albergaria-a-Velha, já que eram netos de Francisco Ferreira Alegria e Margarida Alegria e bisnetos de Manuel Ferreira Alegria e Luísa de Almeida Vidal.
De José Ferreira Alegria (1806 –1881), que casou com Maria Oliveira Dias, (pais dos emigrantes) sabemos que em 26 de Maio de 1835, teve “Carta de Examinação de Oficio de Ferrador passada ao examinando.... Do lugar de Albergaria a Velha para o ofício de Ferrador e Sangrador em toda e qualquer parte do animal ....”In: “Livro de Registo nº 3 referente aos anos 1828 - 1853” - No Museu Regional de Cucujães.

Anónimo disse...

Oi trata-se a 1ª vez que encontrei o teu blogue e reflecti muito!Bom Projecto!
Adeus