quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Silvino Vidal (1850-1937)

João Silvino Vidal foi um poeta, novelista e teatrólogo luso-brasileiro que nasceu em Albergaria-a-Velha em 22 de Março de 1850.

Em 1965, após o falecimento da sua mãe, foi viver, com o Pai e a irmã, para Porto Alegre, no Brasil.

O seu primeiro poema conhecido foi publicado no jornal Álbum Semanal, dessa cidade, em 1872. Em 1874, editou, juntamente com Damasceno Vieira e Múcio Teixeira, o jornal O Mosquito que duraria pouco tempo.

Foi membro bastante activo do "Partenon Literário" em cuja revista publicou três contos e diversos poemas. Também pertenceu à Sociedade Ensaios Literários, em cujas revistas publicou diversos textos em prosa e poesia entre os anos de 1874 e 1877.

Mudou-se depois para Rio Grande, onde colaborou em jornais como Diabrete, Eco do Sul e Diário de Rio Grande. Publicou de seguida os livros "Margaridas" (prosa, 1880) e "Aquarelas" (poesia, 1885). Colaborou também na Revista Literária, de Porto Alegre entre os anos de 1881 e 1882.

Morreu em Pelotas, Brasil, em 4 de Julho de 1937.

Os seus dados biograficos constam da "Enciclopédia de literatura brasileira".

Obras

Margarida (1880) - Prosa
Aquarelas (1885) - Poesia
Dutra & Cia. - teatro

Artigos [Revista do Partenon Literário]

- Prosa

A possessa (conto, nº 1, 1869)
Página Intima (conto, nº 11, 1874)
Que destino! (romancete ultra-romântico, nº 4-5, 1876)
C... (conto, nº 8, 1877)

- Poesia

A douda (nº 4, 1874)
O Suicida (nº 6, 1874)
Isolamento (nº 12, 1874)
Impressões (nº 5, 1875)
Enfim (nº 10, 1875)
Êxtase (nº 12, 1875)
Nênia à memória de Adelina Teixeira (nº 5, 1876)

Outros Artigos

Lágrimas Sobre o Túmulo (Eco do sul, 22/09/1876)
Cena de Familia (Eco do Sul, 24/10/80)

Curiosidades

Também assinava usando as suas iniciais S. V. O autor aparece várias vezes referenciado como João Gualberto que era o nome do seu pai.

Em 2003, Artur Emilio Alarcon Vaz apresentou a comunicação "Silvino Vidal: um português na Revista do Partenon Literário."

Fontes: wikipedia, Eco do Sul / Delfim Bismarck (Jornal de Albergaria)

3 comentários:

Anónimo disse...

Caro blogger,

Quer quanto a João Silvino Vidal, quer relativamente a muitos albergarienses que refere nos seus textos, sugiro a leitura da obra "Casa e Capela de Santo ANtónio em Albergaria-a-Velha", de Delfim Bismarck Ferreira, editada em 1999.
Parabéns pelo execelente trabalho de recolha de informação sobre o concelho de Albergaria-a-Velha.
Cumprimentos,

Delfim Bismarck

pofiso disse...

Na mais recente edição do Jornal de Albergaria aparece um artigo do Dr. Delfim Bismarck Ferreira sobre este escritor albergariense. Há algumas pequenas correções que foram corrigidas por mim no artigo do wikipédia.

no artigo este blog é indicado como sendo "um recente e bem documentado blogue sobre o nosso conhecido". Vindo de quem bem é um bastante bom elogio

PFS disse...

Errata

no artigo este blog é indicado como sendo "um recente e bem documentado blogue sobre o nosso concelho". Vindo de quem vem é um grande elogio