segunda-feira, 28 de setembro de 2009

José dos Santos da Silva Azevedo, empresário (Manaus, Brasil)


José dos Santos da Silva Azevedo nasceu em 23 de Julho de 1933 em Albergaria-a-Velha, tendo emigrado, ainda bébé, com a sua família para Manaus (Brasil), onde reside desde 1934.

"Comecei bem cedo a minha luta e o objectivo era um só: tirar a minha avó [Maria Ferreira Bernardes] daquela vida sacrificada que era submetida para sustentar a mim e minha irmã. Ela lavava roupas todos os dias. Depois de engomá-las, mandava eu entregar a trouxa para o freguês. Cresci querendo tirá-la do serviço e consegui", recorda.

Jovem actor [contracenou no Teatro Amazonas, com o magistral e saudoso actor brasileiro Procópio Ferreira], técnico em electrónica e em contabilidade, começou a vida atrás do balcão no dia 6 de Fevereiro de 1946, numa pequena loja de componentes electrónicos e de conserto de aparelhos de rádio, localizada na rua Henrique Martins, bem próximo à sua antiga residência, hoje, a sede do grupo TV Lar.

Em pouco tempo, montou - em 1964 - a sua própria loja, especializando-se no comércio de componentes electrónicos e assistência técnica. E em 1967, com o surgimento da Zona Franca de Manaus, iniciou a importação de televisores e aparelhos electrónicos.

A empresa começou de forma pioneira, na década de 70, a importação de motores de popa, estabelecendo uma parceria com a Yamaha Motor que perdura até hoje. Ao comercializar produtos importados do Panamá, ofereceu como diferencial a garantia de manutenção aos produtos. "Vendíamos de tudo, desde rádios, ventiladores até geladeiras [frigoríficos]. O nosso lema era: a TV Lar vende, instala e dá garantia", conta José Azevedo.

Além de empresário, é consul honorário de Portugal, país do qual recebeu o título de Comendador, e dá a sua contribuição na Federação Amazonense do Comércio, no Sindicato do Comércio e na Associação Comercial do Amazonas.


Biografia

Numa análise sobre a sua vida, José Azevedo a resume em apenas duas palavras: trabalho e dedicação. A sua vida é exemplo para muitos e foi relatada em biografia da autoria do escritor Abrahim Base ("A saga de um imigrante Português").

Ao fazê-lo, Abrahim Baze quis mostrar que a vida do Comendador José dos Santos da Silva Azevedo poderá servir de exemplo às gerações futuras, como atestado eloquente de que os que se portarem com altivez, independência e dignidade, haverão de ter reconhecida a sua actuação e acabarão por serem premiados, pois as pessoas não valem só pelos privilégios de fortuna ou pelo poder de que eventualmente dispõem, mas também pelo trabalho que desenvolvem e pelos ideais que defendem em benefício da comunidade.

Fontes: Portal da Amazónia: Abrahim Baze, José Bernardo Cabral / TV lar / C.D.L. Manaus

3 comentários:

Blogger disse...

Cônsul honorário de Portugal no Brasil visita Albergaria-a-Velha

O cônsul honorário de Portugal no Brasil, José dos Santos da Silva Azevedo, visitou na sexta-feira os Paços do Município a convite do Presidente da Câmara, António Loureiro, tendo sido recebido pelo Executivo Municipal.

Nascido em Albergaria-a-Velha, no dia 23 de julho de 1933, José da Silva Azevedo emigrou cedo para Manaus, no Brasil, tornando-se um empresário de sucesso, obtendo o título de cônsul honorário de Portugal. É membro da Federação Amazonense do Comércio, do Sindicato do Comércio e da Associação Comercial do Amazonas. Em 1987, o Presidente da República Mário Soares agraciou-o com a Comenda da Ordem do Mérito.

O empresário está de visita à sua terra natal, tendo sido convidado por António Loureiro a conhecer o Município e os serviços municipais. Uma visita, afirmou o Presidente da Câmara, que permite observar a evolução da Autarquia, mas também dar a conhecer as potencialidades do Concelho de Albergaria-a-Velha e do seu tecido empresarial.

José Azevedo, técnico em eletrónica e em contabilidade, começou a vida profissional atrás do balcão, em 1946, numa pequena loja de componentes eletrónicos e oficina de aparelhos de rádio. Montou a sua própria loja, a TV Lar, em 1964, especializando-se no comércio de componentes eletrónicos e assistência técnica. Com o surgimento da Zona Franca de Manaus iniciou a importação de televisores e aparelhos eletrónicos, bem como a importação de motores de embarcações, na década seguinte. A sua empresa continua a ser uma referência na cidade de Manaus e no noroeste do Brasil.

http://www.cm-albergaria.pt//Templates/GenericDetails.aspx?id_object=22571 (CMAAV 07/06/2016)

Blogger disse...

Artigo sobre a avô paterna

http://portalamazonia.com/noticias-detalhe/abrahim-baze/tributo-a-uma-guerreira-no-amazonas-maria-ferreira-bernardes/?cHash=34934f16d90fff5fdc5883f0a8fbf0e0

Blogger disse...

A imigração na família surgiu por iniciativa dos avós no ano de 1885. O avô era de uma família de agricultores de Albergaria-a-Velha e a avó era da cidade do Porto.

Vieram para Manaus com a aventura de melhores condições de vida. Os avôs se conheceram no Brasil e aí se casaram. O pai, José Azevedo, nasceu a 16 de Julho de 1909, em Manaus.

Naquela época todos os comerciantes eram portugueses. O pai viveu parte da juventude em Portugal, onde conheceu a mãe do comendador. Ficou em Albergaria-a-Velha durante 3 anos, onde nasceu o filho em 26 de Julho de 1933.

https://issuu.com/revisargumento-ufam/docs/revista_imigrantes_no_amazonas