terça-feira, 21 de junho de 2011

Octávio Cunha, médico pediatra


Octávio Luís Pais Ribeiro da Cunha nasceu em 1949, em São João de Loure, numa família com várias gerações de médicos (filho do Dr. Sizenando Cunha).

Começou a estudar Medicina em Coimbra, mas a sua actividade política na Direcção da Associação Académica daquela universidade (presidente da Associação Académica de Coimbra) levou o regime de Salazar a decidir a sua expulsão de todo o sistema universitário português.

Completou a sua formação na Faculdade de Medicina da Universidade de Lausanne, na Suíça, em 1970, onde se doutorou dois anos mais tarde em Ciências Médicas. Especializou-se em Pediatria, tendo sido Chefe de Serviço em Lausanne, e recebeu o prémio de investigação da Faculdade de Medicina de Lausanne.

Depois de um princípio de carreira internacional, que o levou a percorrer "todo o mundo, até ao Azerbeijão", regressou a Portugal imediatamente após a revolução de 25 de Abril de 1974.


Foi director do Serviço de Cuidados Intensivos Neonatais e Pediátricos do Hospital de Santo António e professor do Instituto Abel Salazar.

Fez parte com os professores Pereira Leite e Albino Aroso da Comissão Nacional de Avaliação da Situação da Grávida e do Recém-nascido (1985) e foi membro da Comissão Nacional de Saúde Materno-Infantil (1989).

A acção destas comissões fez descer drasticamente a mortalidade infantil em Portugal que, em menos de uma década, passou da mais elevada para a quinta mais baixa da Europa e uma das dez mais baixas do mundo.

Teve também uma curta carreira política, tendo sido deputado, durante um ano, pela UEDS (União da Esquerda para a Democracia Socialista), uma cisão de esquerda do Partido Socialista.

Foi condecorado por Jorge Sampaio em 2006 com a Ordem do Infante D. Henrique (Grande Oficial).

Publicou os livros "A Diabetes contada às Crianças", "O Sítio entre o Céu e a Terra" e "Adoráveis Chantagistas".

Fontes: SCINP / Notícias Magazine / Alcatruz / Sapo / FNAC / Solidariedade / Hospital Privado da Boa Nova

São João de Loure

Nasci “em São João de Loure, uma aldeia pequenina nas margens do Vouga, onde o meu pai era médico e o meu avô também (o meu avô era aquele que tinha um cavalo branco com asas e gostava muito de tratar crianças)”

2 comentários:

joao disse...

Gostei de tudo, mas mais ainda do Pégaso.

Abraço

joão

joao disse...

Gostei muito de tudo, mas sobretudo do Pégaso.

Abraço